• Segware

Como implementar uma cultura de dados em empresas de monitoramento

Atualizado: Ago 2

Aqui no blog, já falamos sobre a importância dos dados para empresas de segurança, e como os dados podem ajudar a melhorar os resultados da sua empresa. Entretanto, falar da importância é fácil; o mais complicado é, a partir da compreensão desses benefícios, aplicar esse entendimento para criar uma cultura baseada em dados.

Por isso, neste post selecionamos algumas recomendações para você começar a desenvolver essa cultura com base nos dados da sua empresa. Além disso, vamos mostrar também quais os relatórios você deve acompanhar e analisar para tornar o seu negócio ainda mais rentável.


Mas, antes de entrarmos no conteúdo, é importante salientar que Dashboard não é a mesma coisa que B.I., já que um Dashboard trata-se apenas de um recurso do serviço de B.I.


Acompanhe!


10 recomendações para implantar uma cultura de dados em sua empresa


1. Associe os dados aos objetivos da empresa


Essa é uma das questões essenciais de toda a cultura baseada em dados. Afinal, não se trata apenas de uma necessidade tecnológica e, sim, de usar as tecnologias de dados para alcançar os objetivos da sua empresa.


Assim, é preciso criar um diálogo entre as informações que são coletadas em as diferentes lideranças de cada área da empresa para criar objetivos comuns e mensuráveis e engajar as equipes para que usem esses dados e as ferramentas de captura dessas informações de maneira produtiva.


2. Defina uma cadeia de fornecimento de dados


É essencial que todos os departamentos do negócio tenham acesso às mesmas informações, pelo menos no que se refere às mais gerais. É claro que segmentos diferentes têm metas diferentes mas, se não houver um acompanhamento comum dos objetivos do negócio, e cada setor ficar restrito aos dados que lhe dizem respeito, ficará mais difícil criar metas que conversem e se ajudem mutuamente.


Isso acaba prejudicando os resultados da empresa como um todo, causando confusões e atrasando a tomada de decisões. Embora cada área vá focar em informações diferentes, é importante que pelo menos os objetivos gerais – e os dados que mostram com esses objetivos estão ou não sendo atingidos – estejam ao alcance de todos. Por isso, é preciso criar uma cadeia de fornecimento de dados unificados em constantemente atualizados.


3. Estimule a adaptação a mudanças


Não adianta investir em tecnologias que se baseiam em dados se sua equipe não estiver pronta nem engajada a utilizá-la. Nesse sentido, uma das questões mais difíceis em adotar uma cultura com base em dados é a resistência do time, pois muitos não querem trocar as ferramentas que já sabem usar ou porque têm medo de mudanças e preferem fazer as coisas como sempre fizeram.


Nessas horas, é fundamental enfatizar que a adoção dessas mudanças tem por objetivo a melhoria do trabalho de todos; em outras palavras, é preciso deixar clara a visão do crescimento em conjunto e as novas possibilidades de administração das atividades, visando sempre à melhoria das tarefas e à produtividade.


Para isso, não deixe de fazer reuniões ou palestras para todo o time e conscientizá-lo dos benefícios dessas mudanças, como mais confiança nas informações, economia e redução no tempo de execução das tarefas.


Leia mais: 7 maiores erros financeiros das empresas de segurança


4. Dê o exemplo


Como dissemos, é preciso que todos se engajem para que a cultura de dados seja adotada. Contudo, é inegável que os coordenadores e gerentes precisam estar à frente nessa adoção, usando a cultura de dados para tomar suas decisões e conseguir cenários mais definidos e qualificados.


Assim, o fluxo de adoção deve ser vertical para depois se disseminar em toda a empresa. Desse modo, cada departamento vai poder avaliar quais são as informações mais importantes para suas atividades e determinar as melhores ações a serem tomadas.


5. Determine objetivos mensuráveis para a obtenção de dados


Para que se possa analisar os dados de maneira mais específica, é preciso que os objetivos do negócio sejam mensuráveis. Afinal, como você poderá determinar se algo melhorou ou piorou se não pode medir essas alterações existentes?


Assim, defina alguns indicadores que darão as diretrizes das suas metas, como o número de clientes, oportunidades de negócios e vendas. Determinar esses indicadores é imprescindível, pois é isso que vai assegurar que você está coletando os dados certos para a avaliação do seu negócio.


Também é fundamental educar seus colaboradores para que obtenham os dados de uma maneira segura e confiável, a fim de que não haja desencontro nas métricas e cause confusão entre os diferentes setores da empresa.


6. Desenvolva um plano de ação a partir dos dados coletados


Uma vez que a empresa tenha começado a obter os dados, é hora de definir o que fazer com eles. Olhe para sua estrutura e determine quais serão as ações com base nos dados coletados. Esse é o momento em que você vai colocar em prática o engajamento da equipe à cultura de dados.


Em primeiro lugar, delimite as hipóteses que você quer testar e quais pontos da sua atuação como empresa deseja melhorar. A partir disso, questione-se também a respeito das decisões que podem ser tomadas com base nas análises, pois isso indicará se você está avaliando os dados corretamente.


Leia mais: Tudo o que você precisa saber sobre software de monitoramento de alarmes


7. Qualifique e engaje o time


Para conseguir aproveitar a cultura de dados ao máximo em seu negócio, você necessita que seus funcionários estejam preparados para compreender, analisar e gerenciar essas informações.


Por isso, mais do que treiná-los tecnicamente, é preciso também engajá-los tanto com a ferramenta de coleta e análise dos dados quanto com o os objetivos da empresa. Isso aumentará ainda mais a produtividade deles. Afinal, colaboradores que sabem aonde a empresa que chegar conseguem contribuir muito mais.


O objetivo do aprimoramento deve ser desenvolver uma visão mais analítica dos dados extraídos do sistema. Assim, ela não deve ficar restrita ao uso da plataforma mas, principalmente, à lógica do processo.


Além de tudo isso, tenha em mente que a capacitação do trabalhador promoverá a lealdade dele, bem como seu interesse nas atividades da empresa. Por fim, isso também aumentará a produtividade, diminuirá a taxa de erros, além de melhorar o ambiente de trabalho e reduzir a rotatividade de trabalhadores.


8. Escolha a ferramenta correta para o gerenciamento dos seus dados


Outro ponto importante é selecionar uma plataforma para gestão de dados que esteja alinhada com os objetivos da sua empresa. Para isso, defina as principais necessidades do seu negócio, como acesso ágil, facilidade de uso, robustez no tratamento de dados etc. A partir desses benefícios, escolha a alternativa que parece encaixar melhor com seus objetivos.


Tenha em mente que a ferramenta não será a "varinha mágica" para as dificuldades e problemas da sua empresa. Ela é uma facilitadora do processo e pode ajudar a aumentar a eficácia e produtividade da sua operação, mas é a cultura baseada em dados que auxiliará na implantação da transformação que sua empresa precisa.


9. Facilite o acesso aos dados


Para estimular seus empregados a estabelecerem o hábito de procurar e gerenciar os dados, é necessário que eles tenham acesso às informações de uma maneira aberta, desburocratizada e simplificada – isso, é claro, dentro dos limites das diretrizes de segurança da informação do seu negócio.


Leia mais: Por que investir em Segurança da Informação e quais as vantagens da tecnologia em nuvem


10. Crie uma metodologia para a gestão dos dados


Todos os passos acima precisam ser orquestrados por um método de administração dos dados e indicadores, a fim de que todo o time siga o mesmo processo para obtenção e leitura das métricas.


Uma vez que uma empresa geralmente costuma usar diversas aplicações e bases de dados, é fundamental que os funcionários entendam as diferentes possíveis abordagem dos dados, aprendendo a lidar com isso da maneira mais eficiente possível e desenvolvendo estratégias com base no compartilhamento das informações.


Conclusão


Agora que você sabe mais sobre como implementar uma cultura baseada em dados na sua empresa e quais relatórios acompanhar, que tal investir em um software que ajude a tornar seu negócio mais eficiente e competitivo? Para isso, certifique-se de buscar uma ferramenta que forneça as melhores funcionalidades, para que possa alcançar os resultados esperado. 


Quer saber mais? Então fale agora conosco e peça uma demonstração!

25 visualizações
Segware
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn

Brasil/SC: +55 48 32310000
Brasil/SP:  +55 19 31139450

EUA: +1 305 7671552
México: +52 55 41708415
Argentina: +54 11 52195583
Colombia: +57 2 8912730
Chile: +56 2 29381412
Venezuela: +58 212 7202193

Copyright © 2020 Segware Security Performance. Todos os direitos reservados.