• Segware

O que é videomonitoramento na nuvem

A tecnologia de armazenamento de dados na nuvem está cada vez mais presente nas nossas vidas. E no segmento de segurança e monitoramento, não poderia ser diferente.


Antes de nos aprofundarmos neste assunto, lembramos que é fácil confundir virtualização com nuvem, principalmente porque ambas envolvem a criação de ambientes utilizáveis a partir de recursos abstratos.


No entanto, é preciso entender a diferença entre elas para conhecer os principais benefícios do armazenamento em nuvem.


A virtualização é uma tecnologia que permite criar vários ambientes simulados ou recursos dedicados a partir de um único sistema de hardware físico, enquanto as nuvens são ambientes de TI que abstraem, agrupam e compartilham recursos escaláveis em uma rede.


Resumindo: virtualização é uma tecnologia e nuvem é um ambiente. Assim, os usuários podem acessar estes ambientes em nuvem sob demanda, por meio de portais de autosserviço com escalonamento automático e alocação dinâmica de recursos.


Explicamos as principais diferenças entre virtualização e nuvem neste artigo publicado recentemente aqui em nosso blog.


Videomonitoramento na nuvem


A dependência de dispositivos físicos e móveis para arquivar e receber as imagens geradas pelo circuito de vigilância possui pontos de extrema vulnerabilidade. Nesse sistema, as imagens podem ser furtadas ou, até mesmo, adulteradas por pessoas mal intencionadas.


Já com o videomonitoramento em nuvem, as imagens são transmitidas e armazenadas pelo sistema eletrônico de segurança diretamente na internet. Dessa forma, estando conectado à internet, o cliente ou a central de monitoramento conseguem acompanhar e acessar todo o produto dessa gravação de qualquer lugar e de forma muito mais protegida contra qualquer interferência.


Também não é necessária a aquisição de múltiplos discos rígidos para armazenar imagens, por exemplo, permitindo que o espaço de armazenamento seja dimensionado conforme a necessidade. Isso porque o monitoramento na nuvem tem escalabilidade: caso uma empresa precise de mais espaço para os dados, é bastante simples e rápido contratar serviços que suportem esse crescimento, ampliando os recursos para receber maiores volumes de registros.


A possibilidade de acompanhar as imagens à distância ou solicitar a ajuda das central com a utilização de apenas um smartphone é mais uma grande vantagem da nuvem.


Somado a isso, esse sistema funciona como uma espécie de disco rígido portátil, sem as limitações físicas desses equipamentos, como quedas, intempéries do tempo e as já citadas interferências humanas.


Os vídeos e imagens capturados pelo sistema são lançados diretamente em um servidor na internet, de uma empresa respeitada e confiável, com armazenamento automático. Assim fica facilitada não só a transmissão, como a consulta rápida, o que pode ser essencial no momento em que seja preciso rever as imagens e identificar autores de perturbações e incidentes.


Essa é a tecnologia mais avançada que há no mercado e por isso exploraremos os benefícios e toda essa tecnologia nas próximas entradas aqui no blog. Fique ligado que logo teremos novidades por aqui!


88 visualizações